Publicidade
ECONOMIA

Lula diz que não tem que prestar contas a ‘banqueiro’ ou ‘ricaço’, mas sim ao povo pobre

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em discurso na noite desta segunda-feira (1°) que não tem que prestar contas a “banqueiro” ou a “ricaço”, mas sim ao povo pobre do país. Essa declaração é mais uma das críticas que o presidente tem direcionado ao mercado financeiro nos últimos dias. Lula tem intensificado suas viagens pelo país, participando de eventos públicos e entrevistas para rádios locais. Ele também tem criticado o Banco Central, defendendo a redução da taxa Selic para estimular o crescimento econômico.

Em meio a essas declarações, o dólar fechou o dia cotado a R$ 5,65, atingindo o maior valor em dois anos e meio. O mercado vê essas falas como interferência política na economia e sinal de descontrole nos gastos públicos.

Lula reforçou sua posição sobre a autonomia do Banco Central, afirmando que o mercado é quem deseja um BC autônomo. Ele argumenta que a taxa Selic poderia ser reduzida para impulsionar o crescimento do país, mas a independência do BC dificulta essa mudança.

Em resumo, Lula enfatiza sua responsabilidade de prestar contas ao povo trabalhador e pobre, em contraposição aos interesses dos setores financeiros e dos ricaços.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Botão Voltar ao topo