Lula enquadra a imprensa ao ser questionado sobre Ortega: “vocês nunca falaram nada quando eu fui preso injustamente”

Compartilhe seu amor

“Vocês não falaram nada quando prenderam o cara que estava em primeiro lugar nas pesquisas”, afirmou o ex-presidente aos entrevistadores da Rádio Gaúcha, que apoiou o golpe de Temer, a prisão de Lula e a eleiçao de Bolsonaro.

 Brasil 247 – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enquadrou a imprensa pelo uso distorcido de uma declaração feita por ele sobre a Nicarágua e o que achava da prisão de opositores feita por Daniel Ortega para questionar a sua potencial candidatura à Presidência da República em 2022. “Não vi vocês ficarem incomodados quando fui preso injustamente, Não vi vocês falarem se o Bolsonaro foi candidato comigo preso”, disse Lula nesta terça-feira (30) durante entrevista à Rádio Gaúcha. A rádio e pelo menos uma das jornalistas presentes apoiou o golpe contra Dilma Roussef, a prisão de Lula e a eleiçao de Bolsonaro.

A fala de Lula foi feita no âmbito de uma pergunta feita pelos entrevistadores se a Nicarágua, a Venezuela e Cuba poderiam ser considerados regimes democráticos. “Primeiramente, não fiz comparação entre Ortega e Angela Merkel. Fiz comparação entre dois mandatos, entre o parlamentarismo e presidencialismo. Porque no parlamentarismo as pessoas podem ficar 20 anos –  Margaret Thatcher ficou 16 anos – e no presidencialismo não pode?.Foi este o questionamento” disse Lula.  

“A segunda coisa é a seguinte: a Venezuela acabou de fazer uma eleição. Embora Maduro tenha feito a maioria dos governadores, a verdade é que na somatória de votos  a oposição ganhou. A posição teve 52% ou 53% dos votos contra quarenta e pouco do Maduro. Quando a oposição participa eles têm chance de ganhar Acontece que eles participaram em dez partidos políticos e o Maduro ganhou”completou.  

Neste momento, uma jornalista afirmou que o presidente nicaraguense havia prendido opositores. “Não vi vocês ficarem incomodados quando fui preso injustamente, Não vi vocês falarem que o Bolsonaro foi candidato comigo preso. É engraçado.  Eu estava preso quando a ONU, em Genebra, autorizou que eu pudesse ser candidato a presidente. A ONU disse que eu podia ser candidato sub judice como em outras eleições tiveram 140 candidatos a prefeitos sub judice. Aí o Barroso tomou a decisão de me enquadrar na Lei da Ficha Limpa. Este é o critério. Vocês não falaram nada quando prenderam o cara que estava em primeiro lugar nas pesquisas. Eu não era oposição. Eu era o cara que sozinho tinha mais votos que todos os outros, Me prenderam para me tirar das eleições”, afirmou o ex-presidente. 

Veja a entrevista completa em: VEJA A ENTREVISTA DE LULA NA RÁDIO GAÚCHA

Compartilhe seu amor
Imagem padrão
Halysoh Macêdo
Administrador e criador do portal de notícias, PODER AO POVO. Contra as fakes news.

Deixar uma resposta

1 × um =