PUBLICIDADE
NOTÍCIAS

Quarta onda de Covid na Europa, pode ameaça o Brasil? Especialistas explicam

Publicado por
Compartilhado

COVID: Depois de um período de otimismo, com o controle da Covid-19 entre meados de abril e agosto deste ano, alguns países da Europa voltam a ver os registros de novos casos da infecção dispararem. Cientistas ouvidos pelo Metrópoles afirmam que a quarta onda da pandemia no continente é uma ameaça para todo o mundo, inclusive para o Brasil.

“Enquanto não vacinar todo mundo, se abrir mão do uso de máscaras, liberarmos aglomerações e não pedirmos o passaporte da vacina, é esperado que ocorram novas ondas. A doença é cíclica e novos ciclos serão evitados vacinando a população”, afirma a epidemiologista Carla Domingues, especialista em saúde pública.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) vem fazendo alertas recorrentes sobre a situação da Europa. Nessa segunda-feira (23/11), durante a conferência de abertura do Congresso Brasileiro de Epidemiologia, uma das diretoras da entidade, Mariângela Simão, afirmou que o mundo está entrando em uma quarta onda da pandemia da Covid-19.

Vacinação

Atualmente, a Europa vive uma situação heterogênea em relação à cobertura vacinal. Enquanto Portugal e Espanha têm 86,6% e 79,6% da população totalmente imunizada, respectivamente, a Alemanha segue com 68% dos habitantes com as duas doses ou dose única, a Áustria com 65%, a Estônia com 59% e a Rússia com 37%, segundo a plataforma Our World In Data.

A cobertura vacinal estagnada combinada com o avanço da variante Delta do novo coronavírus – em especial entre os não vacinados – e as flexibilizações das medidas de proteção são fatores que contribuíram para o aumento de casos.

Embora o Brasil tenha, até essa segunda-feira (22), 70,9% da população com 12 anos ou mais totalmente imunizada contra a Covid-19, Carla Domingues lembra que o país de proporções continentais também vive disparidades em relação à vacinação.

“Assim como a maioria dos países estagnaram em 60% da população vacinada, mas com uma cobertura não homogênea, temos municípios muito bem na campanha de vacinação e outros que estão muito atrás, deixando suas populações mais vulneráveis”, afirma a epidemiologista.

PUBLICIDADE
Halysoh Macêdo

Administrador e criador do portal de notícias, PODER AO POVO. Contra as fakes news.

Deixe um comentário

Postagens recentes

“Aristides” quebra a internet nesta segunda-feira; entenda o termo “noivinha do Aristides”

Uma mulher de 40 anos foi presa no fim de semana após xingar de “noivinha…

46 minutos atrás

Alckmin diz que hipótese de ser vice de Lula ‘caminha’, após ouvir apelo de centrais sindicais

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), cotado para participar da chapa eleitoral com…

4 horas atrás

URGENTE: NEYMAR JUNIOR SOFRE LESÃO E DEVE FICAR AFASTADO POR ATÉ OITO SEMANAS

O craque Neymar Junior, sofreu uma lesão no tornozelo enquanto jogava pelo seu time PSG,…

6 horas atrás

MÃE DE MARÍLIA MENDONÇA SE DIVERTE COM O NETO

Ruth Moreira, mãe de Marília Mendonça, postou recentemente em seu instagran, um momento fofo ao…

7 horas atrás

SIMONE EXIBE NOVO CORPO APÓS CIRURGIAS

Simone, da dupla com Simaria, exibiu o novo corpo após cirurgias plásticas, a cantora que…

7 horas atrás

Bolsonaro despenca ao nível mais baixo desde do início do mandato,19% de aprovação

Pesquisa divulgada nesta segunda-feira (29) mostra que a aprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro despencou e…

10 horas atrás