Publicidade
Cultura e Entretenimento

MULHER DA CASA ABANDONADA: ENTENDA O CASO

Nas ultimas semanas, a internet só falou a respeito da mulher da casa abandonada, porém muitas pessoas não entenderam a relevância do assunto, acontece que Margarida Bonetti, que se apresenta como Mari, é uma brasileira que fugiu dos Estados Unidos e do FBI após manter, junto ao marido, uma mulher em estado análogo à escravidão por cerca de 20 anos.

Escondida no Brasil desde então, ela raramente aparece fora da casa sem cuidados onde vive, em Higienópolis, um bairro caro de São Paulo. O caso ganhou grande repercussão no Brasil após um podcast do jornal Folha de S.Paulo chamado A Mulher da Casa Abandonada.

QUEM É MARGARIDA BONETTI?

Margarida Bonetti era da elite paulistana. Descendente de barões, ela se mudou para os Estados Unidos devido ao trabalho do marido, Renê Bonetti, que é engenheiro e, na época, trabalhava para uma empresa que prestava serviços à Nasa. Mas os dois não foram sozinhos: segundo o Cidade Alerta, parentes de Margarida contrataram uma mulher para se mudar com o casal e cuidar da residência onde ficariam.

Como foi descoberto muito tempo depois, após denúncias de vizinhos, a funcionária passou 20 anos vivendo em um porão da casa. Ela não recebia salário e era agredida pelo casal, além de não ter acesso aos armários ou geladeira do local.

Foi então que Bonetti fugiu do país e passou a ser considerada foragida pelo FBI, enquanto o marido, que se naturalizou americano, permaneceu no país. Ele ficou preso por 7 meses e, à época do julgamento, afirmou que a funcionária não poderia ser considerada como tal, pois ela era “da família” e trabalhava menos que o casal. Atualmente, Renê ganha um salário equivalente a R$ 1 milhão. Já Margarida, se mudou para a casa em Higienópolis, onde mora até hoje.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Botão Voltar ao topo