Publicidade
Saúde e Bem-Estar

ONDAS DE CALOR MORTAIS PODEM ATINGIR O BRASIL

Atualmente o Brasil tem passado por ondas de calor absurdas em todos os estados do país, e pelo visto, as ondas mortais também podem nos afetar. Entendam!

Pesquisadores do World Weather Attributionondas de calor mortais no Brasil e outros países da América do Sul são 100 vezes mais prováveis devido aos danos ao meio ambiente causados pelo ser humano.

“A alta densidade populacional, a baixa cobertura vegetal, a falta de recursos hídricos, os altos níveis de poluição do ar e a desigualdade são fatores de risco adicionais, tornando o calor extremo mortal para seres humanos”, aponta o relatório.

Onda de calor no Brasil

O estudo relata que embora o início do fenômeno climático El Niño possa ter influenciado os padrões climáticos em larga escala, sua contribuição direta para o calor extremo é pequena em comparação aos sinais da mudança climática causada pelo aquecimento global.

As temperaturas subiram até 4,3 graus Celsius na maior parte da América Latina nos meses de Agosto e Setembro. No Brasil, Paraguai, Bolívia e Argentina, os meteorologistas registraram 40°C no final do inverno do Hemisfério Sul, relata a pesquisa.

Com temperaturas médias globais de 2 °C acima dos níveis pré-industriais, estes eventos serão cinco vezes mais prováveis de elevar a temperatura em 1,1 a 1,6 °C em comparação ao que observamos hoje”, garante.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (INMET), as capitais Cuiabá e São Paulo tiveram o início de primavera mais quente nos últimos 63 anos.

A World Weather Attribution também aponta que se a temperatura global elevar mais 2 graus Celsius, ondas de calor semelhantes, com alto grau de letalidade, podem ocorrer a cada cinco ou seis anos.

ONDAS DE CALOR: QUAIS OS PRINCIPAIS RISCOS?

os riscos do calor para a saúde podem ser significativos e variados. Quando as temperaturas aumentam, nosso corpo trabalha mais para regular a temperatura interna, e isso pode levar a uma série de problemas de saúde. A exposição prolongada ao calor intenso pode resultar em desidratação, esgotamento por calor e até mesmo golpe de calor, condições sérias que exigem atenção imediata.

A desidratação é um grave problema. Isso pode levar a tonturas, dores de cabeça, boca seca e fadiga extrema. O esgotamento por calor é uma condição mais grave, caracterizada por sintomas como náuseas, vômitos, fraqueza e batimentos cardíacos rápidos.

O golpe de calor é uma emergência médica grave, onde o corpo não consegue mais regular a temperatura, levando a um aumento perigoso na temperatura corporal. Isso pode resultar em confusão, perda de consciência, convulsões e até mesmo danos permanentes aos órgãos ou à morte, se não for tratado rapidamente.

COMO SE CUIDAR DURANTE AS ONDAS DE CALOR?

Diante dessas ondas de calor, é de extrema importância cuidar da saúde e do seu bem estar, pensando nisso, listamos algumas coisas fundamentais para serem seguidas nesse período.

beber agua nessa onda de calor
  1. Hidratação: Beba muita água ao longo do dia para evitar a desidratação. Sucos naturais e água de coco também são ótimas opções para repor os eletrólitos.
  2. Vestuário adequado: Use roupas leves, de preferência de algodão, para permitir a ventilação e evitar o superaquecimento do corpo.
  3. Proteção solar: Use protetor solar com um fator de proteção adequado para proteger a pele dos raios UV. Além disso, usar chapéus e óculos de sol pode ajudar a proteger o rosto e os olhos.
  4. Horários adequados: Evite sair nos horários de pico de calor, geralmente entre 10h e 16h. Se precisar sair, procure locais com sombra e evite exposição direta ao sol.
  5. Alimentação leve: Opte por refeições leves e frescas, como saladas, frutas e vegetais, para ajudar na digestão e evitar desconforto causado pelo calor.
  6. Descanso adequado: Tente descansar em ambientes frescos e bem ventilados. Se possível, use ventiladores ou ar-condicionado para manter o ambiente mais agradável.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Botão Voltar ao topo